Antes de partir para uma estratégia direcionada de marketing digital, é essencial que você tenha um site que seja agradável para seu cliente.  Construir um site é extremamente importante para que ele seja encontrado com facilidade e proporcione boa navegação interna para seus visitantes. Uma loja virtual própria faz o usuário se sentir mais confiante e também garante que você use o endereço do site da forma que quiser. Outra boa ideia é escolher um servidor de qualidade, pois o seu site deverá funcionar 24 horas por dia, independentemente da quantidade de visitantes que no seu portal.  Um site com boa identidade visual e design eficiente te ajudam na navegação do usuário no site. Além disso, o site deve ser responsivo e adaptável tanto em desktops, quanto dispositivos móveis. Sua página ficou pronta, bonita, responsiva e traz uma boa experiência de navegação para o usuário. E agora? Calma, conheça as principais estratégias para aumentar o tráfego do seu site:
A duração das palavras – Existem mais de 3 bilhões de sites na Web hoje, então o Google não classificará seu site se você escrever artigos curtos de 50 palavras para o seu blog. Um bom conteúdo deve ter um mínimo de 500 palavras, mas quanto mais, melhor! Blogueiros experientes escrevem pelo menos 1 000 palavras por dia, enquanto autores de livros escrevem cerca de 2.500 palavras por dia. O que impede você de escrever pelo menos 500?

Pringle, definiu um número de atributos dentro da codificação HTML de uma página que frequentemente eram manipulados por provedores de conteúdo na Internet tentando melhorar a própria classificação em motores de busca. Devido a fatores que estão praticamente sob o controle exclusivo dos responsáveis por um site, os motores de busca continuaram a sofrer abusos e tentativas de classificações manipuladas. Para fornecer melhores resultados a seus usuários, os sistemas de busca tiveram que se adaptar e assegurar que as páginas de resultados mostrem sempre os resultados mais relevantes durante uma procura, no lugar de páginas inúteis cheias de palavras-chave e termos criados inescrupulosamente por webmasters na tentativa de usá-las como iscas para exibirem webpages sem link ou conteúdo. Estes fatos levaram ao nascimento de um novo tipo de motor de busca.[carece de fontes]

Ahora bien ¿cuánto valen esas 148.000 visitas? Pues si para ese término el gasto medio por clic es de 0,20€ estamos hablando de más de 29.000€/mes. Esto solo en España, si tenemos un negocio orientado a varios países, cada hora se realizan 1,4 billones de búsquedas en el mundo. De esas búsquedas, un 70% de los clics son en los resultados orgánicos y el 75% de los usuarios no llegan a la segunda página. Si tenemos en cuenta todo esto, vemos que son muchos clics al mes para el primer resultado.


Pensar os conteúdos, do ponto de vista da sua otimização para motores de busca, não é apenas uma boa ideia: com a crescente consciencialização, quer de empresas quer de marcas, para o potencial de uma estratégia adequada SEO, tornou-se um imperativo para aqueles que almejam visibilidade, posicionamento e notoriedade. Daí ser imprescindível encarar esta componente de comunicação como parte fundamental de qualquer estratégia.

Una estrategia de posicionamiento web requiere de mucha paciencia y dedicación. No puedes esperar grandes resultados si no estás dispuesto a invertir el tiempo que se necesita. Para no perder el ritmo es fundamental que te organices, así que desarrolla un plan de objetivos mensuales con las diferentes tácticas SEO que vas a implementar para tener un mayor control de tus acciones y así poder evaluarlas.
O tráfego de referência funciona da mesma maneira. De alguma forma, seja por meio de uma revisão do produto, uma postagem no fórum de um site ou uma seção de comentários do blog ou uma afiliação profissional em que os sites de seus parceiros listam fornecedores e empresas complementares recomendadas, seus visitantes acessaram seu website por meio de um link o site de outra pessoa.
O PageRank™ ainda possui bastante força na hora de posicionar sites na primeira página de resultados, porém, a disputa pelas primeiras posições leva em consideração também a experiência do usuário. O Google é capaz de identificar quando uma página está satisfazendo mais os usuários que outra, e pode inverter os rankings delas baseado nessa análise, independente da força do domínio de cada um.[7]
Quando tivemos que publicar várias vezes os mesmos conteúdos, percebemos que era importante mostrar algo diferente ou original em cada postagem. Isso mantém o interesse do público e ajuda a não ganhar fama de Spammer. Com isso na mente, definimos diferentes títulos para poder oferecer diferentes conteúdos a partir de diferentes abordagens. Estas são as tipologias que estabelecemos (e sugiro que aplique as dicas em seus reposts!):

Associação do local ou nome cidade a “keywords” que trabalhamos no nosso site. Por exemplo, se temos uma loja desporto no Porto e trabalhamos conteúdo para posicionar determinadas palavras-chave, deveremos incluir, em alguns artigos ou páginas, o nome do local, neste caso Porto.  Este deverá constar do “meta title”, da “meta descriprition”, assim como do H1. Também deveremos criar conteúdo relevante para keywords locais.


La importancia de todo esto reside en el hecho de que Google va a empezar a penalizar el contenido que no sea mobile friendly. La incertidumbre está en “cuándo” va a implementar esta medida; no obstante, lo ideal es empezar desde ya a pensar en la adaptación al móvil, pues Google está empezando a identificar y poner alertas a aquellas plataformas que no tienen esta funcionalidad.
Pringle, definiu um número de atributos dentro da codificação HTML de uma página que frequentemente eram manipulados por provedores de conteúdo na Internet tentando melhorar a própria classificação em motores de busca. Devido a fatores que estão praticamente sob o controle exclusivo dos responsáveis por um site, os motores de busca continuaram a sofrer abusos e tentativas de classificações manipuladas. Para fornecer melhores resultados a seus usuários, os sistemas de busca tiveram que se adaptar e assegurar que as páginas de resultados mostrem sempre os resultados mais relevantes durante uma procura, no lugar de páginas inúteis cheias de palavras-chave e termos criados inescrupulosamente por webmasters na tentativa de usá-las como iscas para exibirem webpages sem link ou conteúdo. Estes fatos levaram ao nascimento de um novo tipo de motor de busca.[carece de fontes]
Un buen lugar para conseguir esta información es a través de Google Search Console, antes conocida como “Google Webmaster Tools”, una herramienta gratuita que te ayuda a analizar, optimizar y verificar el estado de tu sitio en los buscadores web. Te muestra todos los errores que Google encuentra cuando lee tu sitio web para que los resuelvas más rápido.
Si ya has logrado lucirte con los contenidos, no debes creer que está todo hecho. La forma de navegarlos, de ingresar, de explorar y de comprar en tu sitio debe ser amigable para el usuario. Su recorrido debe ser fluido, sin pérdidas de tiempo, errores u obstáculos. Nadie generará confianza y reputación sobre una marca que no prioriza la experiencia del usuario en su sitio.
Si ya has logrado lucirte con los contenidos, no debes creer que está todo hecho. La forma de navegarlos, de ingresar, de explorar y de comprar en tu sitio debe ser amigable para el usuario. Su recorrido debe ser fluido, sin pérdidas de tiempo, errores u obstáculos. Nadie generará confianza y reputación sobre una marca que no prioriza la experiencia del usuario en su sitio.

Una vez que un bot ha rastreado una web y ha recopilado la información necesaria, estas páginas se incluyen en un índice. Ahí se ordenan según su contenido, su autoridad y su relevancia. De este modo, cuando hagamos un consulta al motor de búsqueda le resultará mucho más fácil mostrarnos los resultados que están más relacionados con nuestra consulta.
É um dado adquirido que, a cada dia que passa,  a concorrência online e a disputa pelos primeiros lugares nos resultados de pesquisa do Google se tornam cada vez mais desafiantes e exigentes. Esta corrida – pela visibilidade e relevância –  prende-se, antes de mais, com o facto de que aparecer na segunda página de resultados, para uma determinada pesquisa,  pouco ou nada acresce a um dado negócio ou projeto. É como se não existíssemos.  Pelo contrário, a diferença entre ser o primeiro ou o segundo resultado de uma primeira página, para uma keyword relevante, pode significar um impacto considerável na notoriedade de uma marca e nas suas oportunidades de negócio.
Al principio los motores de búsqueda se basaban en el número de veces que se repetía una palabra. Al hacer una búsqueda rastreaban en su índice esos términos para encontrar qué páginas los tenían en sus textos, posicionando mejor la que más veces lo tenía repetido. Actualmente, son más sofisticados y basan sus índices en cientos de aspectos diferentes. La fecha de publicación, si contienen imágenes, vídeos o animaciones, microformatos, etc. son algunos de esos aspectos. Ahora dan más prioridad a la calidad del contenido.

Los primeros buscadores surgieron a principios de los 90. Hasta que Google apareció en 1996 se crearon muchos, entre ellos Yahoo. Comenzó el boom de las Web. La gente se dio cuenta que realmente se podía ganar dinero con ellas. Así llegaron a la conclusión de que necesitaban atraer tráfico. ¿Cuál era el mejor método de atraer tráfico? Los motores de búsqueda. En ese momento los dueños de las webs empezaron a pensar cómo podrían alcanzar las primeras posiciones… ¡El SEO había nacido! 
×